A culpa é sempre do papai

choro bebê

Dica do Amigo Revisor: Mamãe diz A, papai diz B.

revisor amigo dos pais de primeira viagemÉ dureza essa vida de pais de primeira viagem, viu. Tanta coisa pra decidir. Muitas vezes a gente é obrigado a ser mais pragmático, por conta do tempo disponível, das obrigações profissionais, das relações familiares, do orçamento cada vez mais apertado. E então papai e mamãe precisam sentar juntos pra discutir o itinerário dessa viagem fofa e turbulenta que é criar um filho.

É muito, muito comum que os papais e mamães desta geração trabalhem fora; podem reparar, é cada vez mais difícil encontrar casais, principalmente entre os mais jovens, em que a mulher ou o homem se dedique exclusivamente à casa ou aos filhos. As obrigações, então, passaram a ser mais compartilhadas e aquelas “funções” que antes pareciam ser quase inerentes às mulheres hoje já podem ser consideradas “unissex”. E isso é muito bom, sabe. \o/

Mamãe e papai apitam do mesmo jeito, mas é preciso apitar no ritmo pra que tudo ocorra nos conformes. Obviamente, isso também afeta a forma de encarar a criação dos filhos. Então: é preciso haver um meio-termo sobre como proceder na relação com a criança, uma sintonia para que o seu filho também compreenda que há um equilíbrio. Vou dar um exemplo (bem bobinho, mas que talvez ilustre melhor o que estou tentando explicar): se a mamãe chama a atenção do bebê bagunceiro, o papai não pode ficar achando graça; tem que demonstrar que também não está gostando. Mas, claro, papai e mamãe não concordam o tempo inteiro; é aí, portanto, que cabe aquela conversinha, pra garantir a harmonia da casa.

A dica de hoje é bem simples: papai e mamãe têm de conversar pra se entender sobre como criar o bebê. Não há certo ou errado, mas pontos de vista. Um cafezinho, um dedo de prosa e muito amor resolvem qualquer parada.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *