Dentinho nascendo

dentinho nascendo

Dica do papai:”Hannibia”.

pai de primeira viagem

Quando a Bia tinha seus cinco, seis meses e não tinha dentinho nascendo, ainda não engatinhava, e nem bem conseguia segurar objetos em suas mãozinhas, adorava colocar meu rosto bem perto do seu rostinho e ela logo dava uma “mordidinha” no meu nariz.

Claro que não doía e fazia até cócegas, mas com dois lindos dentinhos saindo da mandíbula inferior, essas “mordidinhas” estão ficando cada vez mais sanguinolentas.

E foi quando ela quase arrancou o meu nariz que me dei conta de algo que nunca tinha percebido, ela está crescendo! E rápido! Isso me deu certo pavor. Logo agora que estava acostumando a ser pai de um bebê, ela está quase virando uma criança.

Agora, quase aos oito meses, percebi que a dinâmica mudou, ela só quer colo quando acorda. Quer ficar no chão a maior parte do tempo, não gosta de trocar fralda, luta conosco toda vez que troca de roupa e quase não dorme mais durante o dia. No entanto, esta fase tem um lado que é muito bom, pois ela está mais independente, interage mais conosco e cada vez mais demostra uma personalidade própria. É tanta fofura que quase não aguento!

Ou seja, não é hora para nostalgia melancólica! Cada momento é lindo! Eu sei que é clichê, mas é a mais pura verdade: Temos que saber aproveitar cada minuto!

Dica: Quando o dente começar a nascer, mordidas não serão mais engraçadinhas. contribua com o pipipum

Related posts:

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *