Tabela nutricional (segundo a Bia)

pais-de-primeira-viagem-bebe-gravidez-dia-nutriDica da mamãe: Ao gosto do bebê

mamãe de primeira viagemA Bia está com 8 meses e percebemos que ela já tem algumas predileções alimentares. Notamos, por exemplo, que ela curte brócolis, beringela e chuchu, e rejeita carne, abobrinha e batata-doce.

A pediatra explicou pra gente que é muito importante introduzir a maior variedade possível de alimentos, até aqueles de que nós mesmos não gostamos! Assim, o bebê irá se acostumar com os mais diversos sabores desde cedo. Porque conhecendo o sabor dos alimentos ele terá mais chances de se alimentar de forma mais saudável no futuro.

Mesmo que o bebê não demonstre interesse por essa ou aquela comidinha, insista sempre, pois em algum momento ele pode mudar de ideia. 😉

Mas, é importante lembrar, há muita coisa que não é recomendada para bebês de menos de 1 ano: açúcar refinado ou mascavo, mel, chocolate, laticínios, leite fermentado, biscoitos ou bolachas doces e recheadas, café, embutidos (presunto, salsicha, peito de peru), refrigerantes, sucos adoçados, entre outros.

contribua com o pipipum

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Leãozinho

ataque de fúria

Dica da Mamãe: Muita atenção

mamãe de primeira viagemFaz pouco menos de um mês que a Bia, uma bebê tão calminha, começou a ter ataques de fúria. Isso mesmo: fúria. Num momento está brincando toda feliz e um segundo depois parece um leãozinho.

No começo achava bonitinho, mas os ataques foram piorando até que começou a atacar as pessoas: ela morde, arranha, belisca, puxa o cabelo. Meu bebê anjo virou um bebê selvagem. Então comecei a suspeitar que aquilo devia ser algum tipo de aviso e fui procurar saber o que era. Minhas suspeitas se confirmaram.

Há alguma semanas falamos sobre um livro infantil chamado “Tenho monstros na barriga” da autora Tônia Casarin. E me surpreendi como o livro será realmente útil. O livro busca ensinar as crianças a entender seus sentimentos e expressa-los através de palavras.

O que está acontecendo com a Bia é exatamente isso. Ela é invadida por uma onda de sentimentos que vão de sono, fome, cansaço, super estímulo… E não sabe como se expressar, terminando assim num ataque de fúria.

O que fazer nesses casos?

Primeiro, se coloque no lugar do bebê e tente observar a causa do “ataque” que pode ser uma necessidade não atendida como sono. Depois tire-o do ambiente e quando se acalmar, tente explicar o que ele estava sentindo através de palavras. Abrace-o e converse mesmo que aparentemente ele não entenda. Diálogo é sempre o melhor caminho.

Obviamente não é tão simples assim. Exige muita paciência e calma dos pais, pois afinal, ter uma criança é entrar numa grande escola de como ser paciente.

O Paizinho Vírgula também tem um texto legal sobre isso bem aqui.

contribua com o pipipum
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Testando os limites

pais-de-primeira-viagem-bebe-gravidez-birraDica da Bia: Testando a paciência do papai e da mamãe.

primeira filhaO mais divertido de quando eu me sento na cadeirinha não é comer os legumes e as frutinhas selecionados e preparados pela mamãe, mas jogar tudo no chão quando eu já estiver de barriguinha cheia (ou meio entediada, sabem como é).

Funciona assim:

– Você olha pra eles e apenas ameaça que vai jogar a comidinha no chão.

– O papai e a mamãe fazem sinal de negativo.

– Você volta com a comida para a direção da bandeja.

– O papai e a mamãe fazem sinal de positivo.

– Aí, sim, você joga tudo no chão!

– Faça isso repetidas vezes.

Tentem fazer isso em casa! É superdivertido e eles têm o maior trabalhão.

contribua com o pipipum
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Jantar romântico II

pais-de-primeira-viagem-bebe-gravidez-amamentacao-jantar-romantico-com-bebe

Dica do papai: Jantar romântico com bebê é quando ele senta conosco na mesa.

pai de primeira viagemComo tentamos mostrar ao longo desta semana, não existe mais momento a dois quando se é pai de primeira viagem. Então que seja lindo o jantar a três.

E aproveitando que trocamos os vinhos, velas e rosas por cadeirinha, mesa lambuzada e papinhas, vamos falar um pouco de introdução alimentar. Confesso que estou levando uma surra nesse quesito. Já a mamãe, que é estudiosa, está empenhada em entender por que a Bia prefere comer controle remoto em vez de bananinha amassada.

Segundo suas fontes, como falamos anteriormente, o método BLW (Baby Led Weaning), ou “Alimentação guiada pelo bebê”, em tradução livre, definitivamente não é mais fácil para os pais, mas claramente é ótimo para essa fase, pois o bebê se mostra mais interessado no alimento e experimenta uma gama maior de sabores – consequentemente sua alimentação em casa vai ter que ser mais saudável para acompanhar a criança.

Atente para sempre oferecer uma fonte de ferro – cinco cores diferentes, mas uma de cada vez. Comece aos poucos e verá como seu filho evoluirá rapidamente.

Não é preciso um horário fixo, mas uma boa pedida é comer junto com a criança, pois ela imita os pais.

Nessa fase, o bebê vai fazer muita sujeira, e às vezes não vai comer nada, pois está numa fase de exploração da textura, do cheiro e do gosto da comida.

Tem horas que você vai querer chorar! E vai ter desperdício: coloque uma toalha de plástico embaixo da cadeirinha para reduzir a lambança.

Mas logo, logo, o seu lambuzadinho terá uma excelente coordenação motora e um paladar bem variado. Também será bem mais fácil entender seus gostos. E se não gostar de algo, volte a oferecer, pois uma hora ele muda de ideia. (Um blog maravilhoso sobre BLW é o “Tá na hora do papá”.)

Bom, se vocês não conseguiram seguir nenhuma das sugestões que demos, ainda assim lembrem-se de que agora o relacionamento é a três. Portanto, a dica é aproveitar essa etapa da suas vidas ao máximo e comemorar o Dia dos Namorados com seus pombinhos, rs.

Site “Tá na hora de papá” sobre BLW

Página no Facebook do Blog

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Com açúcar e com afeto

Dia dos namorados

 

Dica do Papai: Tente um horário que você sabe que seu bebê dorme bem.

pai de primeira viagemDia dos Namorados chegando e com romance no ar temos um bom momento para fortalecer os laços de amor entre papais e mamães.

Que tal, então, um jantar romântico à luz de velas enquanto o bebê dorme? Bem, talvez se o horário for lá pras duas da manhã dê certo… rsrs.

Depois contem pra gente se vocês conseguiram.

Uma dica é tentar fazer uma comida simples, como massa ou risoto. Caldos e sopas neste friozinho de junho vão bem. Pãezinhos, queijos, pastinhas e frios também podem ser uma boa pedida.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail