Fantasias infantis

fantasias de bebe

pai de primeira viagemDica do Papai: Use a criatividade

Está chegando o carnaval e as mamães começam a pirar nas fantasias dos baixinhos.

A mamãe aqui queria uma fantasia para cada dia. Mas sabemos que querer nem sempre é poder. E, com tantos afazeres, compromissos, trabalho e grana curta, quando a gente percebeu já estava em cima da hora e as tão sonhadas fantasias ficaram apenas na imaginação.

Mas calma! Ainda há esperança.

A grande arte do carnaval é o improviso. Então é só abrir as portas dos armários e ver se não tem como adaptar alguma roupinha antiga do bebê, ou, ainda, uma peça de roupa da mamãe ou do papai que possa ser cortada ou costurada, acrescentando itens simples pra folia.

Assim, podemos criar fantasias práticas, baratas, rápidas de fazer e, principalmente, fresquinhas!

Se conseguir fantasiar toda a família, é melhor ainda!

contribua com o pipipum

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Olhos atentos na criança

pai de menina

Dica da mamãe: Agora é que são elas!

mamãe de primeira viagemPedimos desculpas pelo sumiço, mas depois que a Bia fez 1 ano a coisa realmente ficou tensa! RS

Ela está “impossível!”, como diz o papai.

Após o aniversário de 1 aninho, começou a andar na semana seguinte e foi ficando mais rápida. Agora, com 1 ano e 2 meses, corre mais rápido que a gente.

É muito curiosa, e sai mexendo em tudo, subindo em tudo, testando tudo. Gente, é outro bebê! Aliás, criança, né (ainda estamos nos acostumando)! XD

Com isso, novos posts sobre esta fase estão a caminho! Preparem-se para mais Pipipuns – Segunda temporada!!!

Continuem com a gente curtindo e compartilhando! E muito obrigado pelo apoio sempre!
contribua com o pipipum

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Brinquedos musicais estridentes

brinquedos musicais estridentes

Dica do papai: Brinquedos estridentes

pai de primeira viagemA dica de hoje é bem direta, ao dar um presente que tenha efeitos sonoros estridentes para uma criança, mesmo que você saiba que elas adoram, lembre que a saúde mental do papai deve ser preservada.

Obrigado!

contribua com o pipipum

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Maneira correta de brincar?

brinquedos para bebes

Dica do papai: Aprendendo a brincar corretamente.

pai de primeira viagemE aí compramos o brinquedo de encaixar perfeito para a idade do nosso bebê, na caixa, uma foto do bebê mais comportadinho, encaixando cada pecinha no lugar.

Com os olhos brilhantes entregamos o presentinho com a linda ilusão da foto da caixa.

Logo de cara, ele ignora o brinquedo e se interessa mais pela embalagem. Você tenta incentivar a pegar o BRINQUEDO, sem sucesso.

E ai quando finalmente ele cansa de arrastar a caixa de um lado para outro da casa, BINGO! Ele olha para o brinquedo, senta na frente dele e você prepara a câmera para registrar aquele fofo momento.

As cenas seguinte são: ele jogando as peças pro alto, fazendo a base do brinquedo de martelo e enfiando todas as outras peças na boca.

Se você acha que bebês seguem algum manual de instruções na hora de brincar, você deve rever urgentemente seus conceitos.

Eles estão sempre aprendendo da forma mais criativa possível e não existe uma forma correta de brincar. Deixe ele se divertir da maneira que ele quiser. Deixe ele criar a fantasia dele e entre na brincadeira. Jogue para o alto também que será muito mais divertido.

contribua com o pipipum

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Bebê atriz

maternidade e paternidade

Dica do papai: Não é não.

pai de primeira viagemDescobrimos recentemente que temos em casa um atriz digna de ganhar um Oscar. Quando ela quer alguma coisa que não achamos apropriado, ela inicia uma atuação de sofrimento que comove a qualquer um.

Chora, grita, faz pose de sofrimento, soluça como se alguém tivesse morrido.

Comovido, você pensa: Só um pouquinho não faz mal! Então, entrega o objeto tão desejado. No mesmo momento um largo sorriso de vitória se abre e você fica se sentindo totalmente manipulado. Um sentimento que mistura orgulho e vergonha. Até eu, que sou mais durão, vivo caindo nessa atuação algumas vezes.

Esta é uma fase em que os bebês começam a testar seus limites: se eu chorar muito, será que consigo o que quero? Consegui! Então vou fazer isso sempre!

Com mais ou menos um ano, o bebê já entende muito o que acontece a sua volta, mesmo que ele ainda não consiga falar propriamente. Então porque não obedece a gente quando dizemos não? Porque ainda está muito entretido com nossas  reações quando faz algo que sabe que não pode. Além do mais dizemos não pra tudo.

E isso faz o peso da palavra diminuir. Então, para valoriza-la melhor, escolha os momentos que são realmente perigosos e com as outras situações, apenas explique ao bebê porque não é muito bom ele fazer isso ou aquilo.

E outra dica é, se algo não for realmente perigoso, deixe o bebê explorar com você por perto, pois eles perdem o interesse muito rápido quando vêem que você permite.

contribua com o pipipum

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail