Tipos de Slings

slings carregadores de bebe

Dica da Mamãe: escolhendo um sling

mamãe de primeira viagemSe você já usou um sling alguma vez, certamente usará até a criança crescer e não precisar mais de colo. Aí você vai querer ter outro filho, só para poder carregar seu bebezinho nele novamente.
Mas antes de escolher um, vale uma boa pesquisa. Hoje vamos compartilhar com você um pouco sobre os carregadores de bebês mais populares, recomendações e idade apropriada para uso:

Wrap Sling

wrap sling
Foto: UPA SLINGS

É um pedaço de tecido de mais ou menos 5.20 metros, pode ser elástico ou não elástico.
Pode ser usado desde o nascimento até 20 kg dependendo do material.
Requer prática para amarração, mas depois que se pega o jeito, nunca mais vai querer soltar seu Wrap sling.

Preço varia de 100 a 150 Reais

Mei Tai e Meichila

mei tai
Foto: UPA SLINGS

É um carregador que irá oferecer praticidade e conforto do nascimento até mais ou menos 2 anos de idade (3.5 a 20 kg aproximadamente).

Com o formato que lembra uma mochilinha, o Mei Tai permite carregar seu bebê de frente (posição barriga com barriga) e costas.

Mais prático para ser usado mas fique atento as dicas de segurança:

– Sempre pratique com um boneco antes caso você não se sinta preparada para colocar seu bebê no primeiro instante.
– Primeiramente verifique se seu Mei Tai é evolutivo, com painel de ajuste que permita ser usado com bebês menores que já suportem melhor o pescoço.
– Importante: Se seu Mei Tai não for evolutivo só poderá ser usado a partir dos 6 meses de idade.

Preço: de 180 a 300 Reais

Sling de Argola

Sling de argola
Foto: UPA SLINGS

Pode ser usado do nascimento até 20 kg. Mas sempre use seu carregador de acordo com as instruções do fabricante.

Para ser usado de frente (barriga com barriga) de lado e, com uma certa prática, nas costas também.

Fácil de usar e um dos mais práticos da linha além de ser aquele carregador que cabe na bolsa. Pode ser um ótimo parceiro de mães que já tem mais de um filho pela sua praticidade.

Tecido de 2.0 metros com argolas seguras para uso em carregadores de bebê.
Verifique se sua argola não tem emenda. Essas com emendas não são próprias e podem causar um certo risco para segurança do seu bebê. A argola importada é a mais recomendada e segura.

Preço: de 60 a 250 Reais

Mochila Ergonômica e Mochila Evolutiva 

mochila ergonomica
Foto: UPA SLINGS

O carregador perfeito para bebês maiores, pode ser usado na frente (barriga com barriga) e costas.

Muito prático, confortável e não requer muita prática para usar.
Esse modelo tem o formato de mochila com 4 alças que possuem fivelas de fechamento.
Existem modelos como a Mochila Evolutiva com painel que regula a base para se adaptar a bebês a partir dos 3 meses e a Mochila Ergonômica que pode ser usada somente a partir de 6 meses de idade.

Varia de 290 a 400 Reais.

Qual eu escolhi?

Na correria do dia, acabei optando pelo sling de argola pois é melhor para armazenar na bolsinha do bebê, pesa menos e tive certa facilidade de colocar a Bia, não necessita muita pratica na minha opinião. Mas de todo modo, recorri a um video tutorial no youtube na primeira vez que utilizei.

O único ponto negativo é que o peso do bebê não fica distribuído pelos dois ombros e se for utilizado por muitas horas consecutivas, provoca desconforto.

Atualmente, com a Bia próximo dos 2 anos (e 13 kg!), utilizaremos o modelo Mochila ergonômica evolutiva da nossa parceira Upa Slings. Inclusive, dá uma olhadinha no site deles, pois possuem todos esses modelos com as mais lindas estampas! 😉

Outra dica legal é o Clube Upa Slings, lá as mamães tem uma rede de apoio aonde tiram dúvidas e ficam por dentro das novidades do mundo dos slings.

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Sorteio Dia das mães Pipipum e UPA Slings

sorteio dia das maes

Nesse dia das mães queríamos fazer algo diferente e por isso nos unimos a UPA Slings para oferecer as mamães um presentão: Ganhe uma Mochila Evolutiva Jaquard!

Quer saber como? Da um pulo no instagram da Família Pipipum(@familia_pipipum).
O sorteio irá acontecer dia 14/05 às 19h! Corre lá!

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Entretendo o Bebê no trânsito

entretendo o bebe no transito

Dica da mamãe: Entretendo o Bebê no trânsito.

mamãe de primeira viagemE aí estamos numa longa viagem de carro quando o bebê fica entediado, mesmo estando bem confortável e seguro na cadeirinha…

O ideal é tentar programar a soneca para a hora da viagem, ou seja, brinque com o bebê antes de entrar no carro e tente mantê-lo acordado. Assim, quando o colocar na cadeirinha, ele já estará sonolento.

Mas uma hora ele vai acordar, então previna-se:

  • Mantenha por perto biscoitinhos, bolachas ou algo parecido para que o bebê possa ficar entretido mastigando.
  • Tenha à mão uns brinquedinhos de apertar e fazer barulho (desespero dos pais e diversão garantida para os pequenos).
  • Coloque músicas divertidas ou equipamentos audiovisuais acoplados no banco de trás com vídeos infantis. (Nós éramos contra até fazer a primeira viagem. A vida materna é cheia de surpresas…)

Dica: Às vezes, basta apenas trocar de música para que o bebê pare de chorar. Resumindo, tente fazer com que a viagem seja divertida, programe algumas paradas e converse com seu bebê ao longo do caminho.

Mas muito cuidado! Se o bebê chorar muito, evite virar para trás para tentar acalmá-lo. Muitos acidentes acontecem dessa forma. O melhor é parar o carro e ver o que está acontecendo.

segurança no trânsito

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Viajando com o bebê

viajando com bebê

Dica do papai: viagem com conforto

pai de primeira viagem

Viagens longas de carro são sempre cansativas, mas se o bebê contribui já é de grande ajuda, né.

E escolher uma cadeirinha apropriada para manter o bebê mais confortável na viagem é fundamental.

Algumas cadeiras contam com mais de um ponto de inclinação e um sistema de acionamento muito leve. Assim, caso a criança durma, o motorista consegue inclinar o dispositivo de retenção de crianças (DRC) sem sair do lugar.

Mas e se no meio do caminho… pipi e pum!? 😞

Nesse caso, a capa do estofado deve ser removível e lavável. Verifique se o sistema de ajuste do cinto tem um botão para destravamento e ajuste da cadeira ao corpo da criança.

Enfim, as cadeiras infantis para automóveis não só são obrigatórias, pelo Código Brasileiro de Trânsito, como também a única forma de garantir a segurança do seu filho no interior do veículo.

cadeirinhas de carro

Salvar

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Bronca da Bia

pais-de-primeira-viagem-bebe-gravidez-bebe-falandoDica do Papai: Bronca da Bia!
pai de primeira viagemDesde que começou a pronunciar as primeiras palavras, a Bia virou um tagarela. Ainda não saem palavras inteiras, apenas ma-ma-mãe e pa-pá, mas isso não impede que ela tente o tempo todo interagir verbalmente conosco com a sua própria língua: o “bebenês”.
Hoje aconteceu uma situação muito divertida. Como de costume, eu e a mamãe nos sentamos a uma mesa pequena na cozinha. A Bia estava na sua cadeirinha, pronta para tomar café da manhã. Começamos a conversar sobre um projeto no qual estamos trabalhando juntos, eu e a Su, e, sem querer, ignorávamos a Bia, que balbuciava suas deliciosas palavrinhas.
O tom da conversa acabou ficando um pouco exaltado. Não houve discussão,  apenas estávamos defendendo com entusiasmo nossos distintos pontos de vistas. No mesmo momento, aquele bebê de 9 meses colocou seu dedinho para o alto e nos deu um duro e objetivo sermão:
— Nha babá teté aba apa papá nhabu atata aba agu apa papá aaaaa apa pá!
Assustados, nós nos entreolhamos e caímos na gargalhada. Tínhamos levado um baita de um puxão de orelha da Bia.
Às vezes, esquecemos que o bebê absorve tudo que acontece ao seu redor. Ele está lá, como um estudante, atento às orientações do professor na véspera da prova. Não podemos achar que, por ainda não saber se comunicar verbalmente, a criança não está prestando atenção em todas as palavras e sentindo o “clima” do ambiente.
Por isso, nunca esqueça que o bebê está ali, ouvindo e copiando tudo.Tente estimulá-lo a participar das conversas, ensinando sempre palavras novas e a forma de colocá-las em um diálogo. Assim, além de cultura, a criança estará começando a ter princípios de educação.
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail