Saidinha para espairecer

pais-de-primeira-viagem-bebe-gravidez-espairecendoDica da mamãe: Compras, compras e mais compras… Que não são para você.

mamãe de primeira viagemSe você tem ou pensa em ter filhos prepare-se para incluir na sua rotina muitas idas ao supermercado.

Primeiro porque o bebê não come a mesma comida que os adultos, segundo por que eles precisam sempre de legumes frescos, que estragam facilmente, e terceiro que o desperdício de comida é inevitável no inicio, hora por que o bebê não quer comer e a comida não pode ser reutilizada e hora por que ele faz a maior lambança. A Bia, joga comida até no teto.

Sabemos que até os 6 meses, o bebê deve se alimentar apenas de leite materno, mas de qualquer forma, a mamãe precisa comer muito bem e saudável para que consiga manter a energia necessária para amamentar. O que acarretará em muitas idas ao supermercado.

Algumas dicas:

  • Já que sempre terá que ir ao mercado, coloque na agenda semanal um dia especifico já previsto, e para não comprar itens em excesso, crie um cardápio, com o menu da semana.
  • Congele algumas papinhas para os dias mais atolados, que não terá tempo para cozinhar.
  • Alguns legumes podem ser congelados como cenoura, pimentão, vagem, brócolis e espinafre. Mas devem ser lavados, cortados e escaldados antes de serem congelados.
  • Congele em potinhos pequenos, do tamanho de cada refeição sua ou do bebê.
  • Sempre que puder, faça uma comida fresca, pois além de ser mais saudável, fica mais saborosa para os pequenos.

Em tempos de crise temos que ter muita atenção para economia doméstica, evitando ao máximo compras e desperdícios desnecessários.

contribua com o pipipum

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Tabela nutricional (segundo a Bia)

pais-de-primeira-viagem-bebe-gravidez-dia-nutriDica da mamãe: Ao gosto do bebê

mamãe de primeira viagemA Bia está com 8 meses e percebemos que ela já tem algumas predileções alimentares. Notamos, por exemplo, que ela curte brócolis, beringela e chuchu, e rejeita carne, abobrinha e batata-doce.

A pediatra explicou pra gente que é muito importante introduzir a maior variedade possível de alimentos, até aqueles de que nós mesmos não gostamos! Assim, o bebê irá se acostumar com os mais diversos sabores desde cedo. Porque conhecendo o sabor dos alimentos ele terá mais chances de se alimentar de forma mais saudável no futuro.

Mesmo que o bebê não demonstre interesse por essa ou aquela comidinha, insista sempre, pois em algum momento ele pode mudar de ideia. 😉

Mas, é importante lembrar, há muita coisa que não é recomendada para bebês de menos de 1 ano: açúcar refinado ou mascavo, mel, chocolate, laticínios, leite fermentado, biscoitos ou bolachas doces e recheadas, café, embutidos (presunto, salsicha, peito de peru), refrigerantes, sucos adoçados, entre outros.

contribua com o pipipum

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Baby Lead Weaning

pais-de-primeira-viagem-bebe-gravidez-amamentacao-introducao-alimentar

Dica da Mamãe: Introduzindo novos sabores.

mamãe de primeira viagemVocê já deve ter visto muitos vídeos engraçados sobre introdução alimentar, mas não imagina como é cansativo. Você fica uma hora preparando a refeição e quando vai dar a comidinha o bebê não come nada e ainda se lambuza todo.

Infelizmente, sobre a parte da bagunça, não há muito o que fazer. Com relação à introdução alimentar, no entanto, a história é outra! Chegou há pouco tempo no Brasil o método “Baby Lead Weaning”, que é a introdução aos alimentos guiada para o bebê de forma que ele sinta a textura, o sabor, o cheiro da comida e decida o quanto quer comer. Preciso dizer que está sendo um sucesso!

Se você pensar que tudo que o bebê pega vai parar na boca, daí já se vê como essa técnica tem potencial. Basta cortar frutas e legumes no formato de tiras que caibam na mãozinha do bebê. Na cadeirinha, você pode colocar os alimentos diante dele. A dica aqui é começar com um alimento por vez, para o bebê não ficar confuso.

Muita gente fica com medo de o bebê se engasgar, mas pode ficar tranquilo: ele tem o reflexo de tossir e cuspir quando o pedaço é grande. Mas é sempre bom, até para quando a criança crescer, saber a técnica de resgate.

Outros pontos positivos do BLW é que ao se acostumar com os sabores dos alimentos o bebê terá menos dificuldade para se alimentar quando estiver maiorzinho. Além disso, enquanto as papinhas disfarçam os sabores dos alimentos, o BLW prega o oposto. Você irá se surpreender em como ele gostará de quase tudo.

Algumas dicas importantes:
– maçã, pera e outros alimentos mais durinhos você pode raspar e colocar por cima da própria fruta para o bebê comer, mesmo ele não conseguindo mastigar;
– carne: dê pedaços grandes para o bebê “sugar”;
– melancia é uma ótima pedida pra começar;
– dê água ao invés de sucos;

IMG_20160509_163101634
Primeiro dia de introdução alimentar da Bia.

Para saber mais, acesse: http://www.babyledweaning.com

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail