Entretendo o Bebê no trânsito

entretendo o bebe no transito

Dica da mamãe: Entretendo o Bebê no trânsito.

mamãe de primeira viagemE aí estamos numa longa viagem de carro quando o bebê fica entediado, mesmo estando bem confortável e seguro na cadeirinha…

O ideal é tentar programar a soneca para a hora da viagem, ou seja, brinque com o bebê antes de entrar no carro e tente mantê-lo acordado. Assim, quando o colocar na cadeirinha, ele já estará sonolento.

Mas uma hora ele vai acordar, então previna-se:

  • Mantenha por perto biscoitinhos, bolachas ou algo parecido para que o bebê possa ficar entretido mastigando.
  • Tenha à mão uns brinquedinhos de apertar e fazer barulho (desespero dos pais e diversão garantida para os pequenos).
  • Coloque músicas divertidas ou equipamentos audiovisuais acoplados no banco de trás com vídeos infantis. (Nós éramos contra até fazer a primeira viagem. A vida materna é cheia de surpresas…)

Dica: Às vezes, basta apenas trocar de música para que o bebê pare de chorar. Resumindo, tente fazer com que a viagem seja divertida, programe algumas paradas e converse com seu bebê ao longo do caminho.

Mas muito cuidado! Se o bebê chorar muito, evite virar para trás para tentar acalmá-lo. Muitos acidentes acontecem dessa forma. O melhor é parar o carro e ver o que está acontecendo.

segurança no trânsito

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Hora de quietinho

bebe dormindo no berço

Dica da mamãe: inquietação

mamãe de primeira viagemDepois de toda a canseira, você finalmente põe o bebê para dormir no berço. É aquela cena linda de comercial de TV: bichinhos fofinhos, bebê embrulhadinho como uma boneca. Você apaga as luzes e sai com a sensação de dever cumprido.

Só que o bebê passa o dia inteiro engatinhando para tudo quanto é lado. Faz uma grande bagunça na casa toda e quando chega a hora de dormir você acha que ele finalmente vai ficar ali, quietinho, dormindo bonitinho… Só que não.

Até dormindo o bebê é inquieto!

Alguns minutos depois, você volta para ver se está tudo bem e parece até que houve um furacão no berço. Como pode uma criaturinha tão pequena fazer tamanha zona!

O jeito é se acostumar, pois eles são assim mesmo. E o incrível é que até dormindo eles conseguem nos fazer sorrir!

contribua com o pipipum

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Tombos ornamentais

pais-de-primeira-viagem-bebe-gravidez-tomboDica do papai: Montanhas de brinquedo.

pai de primeira viagemSe tem uma coisa de que não podemos reclamar desde o nascimento da Bia é da quantidade de presentes que ela recebeu. É uma das primeiras crianças a nascer nas duas famílias, logo não faltam ursinhos, bonecas, mordedores, cubinhos… São tantos brinquedos que guardamos alguns e fazemos “rodízio” entre eles.

O rodízio funciona assim: selecionamos alguns brinquedos para ela brincar durante toda a semana e deixamos outros (muitos) guardados. Então, na semana seguinte, guardamos aqueles com que a Bia brincou e damos a ela alguns outros. Isso ajuda a organizar a casa e, principalmente, faz com que o bebê não enjoe de todos os brinquedos.

Organizar os brinquedos é muito importante para manter a casa em ordem (e evitar acidentes também, rs).

Abaixo, seguem algumas dicas de organização:

  • Guarde as coisas em caixas transparentes para fácil visualização.
  • Você pode guardar brinquedos na sapateira de pendurar.
  • Use caixas de sorvete para os brinquedos menores.
  • Tenha um baú que o próprio bebê possa abrir e pegar seus bichinhos de pelúcia, por exemplo. Aproveite para brincar de carrinho com o bebê dentro do baú (a Bia adora!).
  • Improvise uma prateleira com fruteiras de plástico multiníveis.

Ao final de um dia de brincadeiras, não se esqueça de guardar todos os brinquedos, pois se você deixar acumular terá em breve uma montanha dentro de casa, rs.

PS: Ainda não comprou o presente para o dia dos pais? Que tal uma caneca Pipipum?

contribua com o pipipum

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Leãozinho

ataque de fúria

Dica da Mamãe: Muita atenção

mamãe de primeira viagemFaz pouco menos de um mês que a Bia, uma bebê tão calminha, começou a ter ataques de fúria. Isso mesmo: fúria. Num momento está brincando toda feliz e um segundo depois parece um leãozinho.

No começo achava bonitinho, mas os ataques foram piorando até que começou a atacar as pessoas: ela morde, arranha, belisca, puxa o cabelo. Meu bebê anjo virou um bebê selvagem. Então comecei a suspeitar que aquilo devia ser algum tipo de aviso e fui procurar saber o que era. Minhas suspeitas se confirmaram.

Há alguma semanas falamos sobre um livro infantil chamado “Tenho monstros na barriga” da autora Tônia Casarin. E me surpreendi como o livro será realmente útil. O livro busca ensinar as crianças a entender seus sentimentos e expressa-los através de palavras.

O que está acontecendo com a Bia é exatamente isso. Ela é invadida por uma onda de sentimentos que vão de sono, fome, cansaço, super estímulo… E não sabe como se expressar, terminando assim num ataque de fúria.

O que fazer nesses casos?

Primeiro, se coloque no lugar do bebê e tente observar a causa do “ataque” que pode ser uma necessidade não atendida como sono. Depois tire-o do ambiente e quando se acalmar, tente explicar o que ele estava sentindo através de palavras. Abrace-o e converse mesmo que aparentemente ele não entenda. Diálogo é sempre o melhor caminho.

Obviamente não é tão simples assim. Exige muita paciência e calma dos pais, pois afinal, ter uma criança é entrar numa grande escola de como ser paciente.

O Paizinho Vírgula também tem um texto legal sobre isso bem aqui.

contribua com o pipipum
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Maratona Dia dos Namorados

pais de primeira viagem

Dica do amigo revisor: Netflix

revisor amigo dos pais de primeira viagemHum… esse friozinho gostoso… aquela vontade de ficar bem juntinho no sofá (aproveitando o soninho do bebê, que deu uma trégua pro casal)… aquele clima todo, ainda mais com a proximidade do Dia dos Namorados… Com tudo quieto e ninguém olhando, nada melhor do que curtir… uma sessão de Netflix!

Pois é, com tanta correria no dia a dia do papai e da mamãe, tentando conciliar a rotina profissional de freelancer com as obrigações da casa e o chameguinho do bebê, na hora de relaxar um pouco uma ótima pedida é explorar com atenção o enorme catálogo da Netflix. O conteúdo para as crianças, aliás, é o que mais nos chamou atenção. Tem de tudo, desde educativos até longas de animação e musicais.

Nós, aproveitando a proximidade do Dia dos Namorados, separamos três boas pedidas pra ver agarradinho no sofá da sala ou deitado sob as cobertas no quarto (hehehe). Olha só, pessoal:

Love (Judd Apattow e Paul Rust, 2016)
Mickey (Gillian Jacobs), a produtora de um programa de rádio, e Gus (Paul Rust), que dá aulas particulares para uma temperamental atriz mirim, se esbarram numa loja de conveniência numa situação insólita e decidem se conhecer melhor – apesar de ambos terem acabado de sair de outros relacionamentos. A série, original da Netflix, tem 10 episódios de cerca de 40 minutos e é daquele tipo que você acaba vendo de uma vez só.

Meia-noite em Paris (Woody Allen, 2011)
Passeando por Paris com sua noiva Inez (Rachel McAdams) e os sogros, o roteirista de Hollywood Gil Pender (Owen Wilson) busca inspiração nos escritores da “Geração Perdida” para se tornar ele mesmo um escritor de verdade. Num passeio solitário, por volta da meia-noite, Gil se vê transportado para a Cidade Luz dos anos 1920 e conhece de perto seus ídolos, como Ernest Hemingway e F. Scott Fitzgerald, com quem faz amizade e troca impressões literárias. Ele acaba se apaixonando por uma moça do passado (Marion Cottilard), que compartilha com ele a mesma nostalgia de um tempo que não viveu.

Amor sem escalas (Jason Reitman, 2009)
O executivo Ryan Bingham (George Clooney), cuja função é demitir pessoas, tenta convencer Natalie Keener (Anna Kendrick), que criou um novo sistema de demissão por videoconferência, de que esse sistema é um desastre. Eles então saem em viagem para visitar diversas empresas e Ryan busca provar que, na verdade, seu jeito “old school” de demitir as pessoas ainda é o ideal. Numa dessas viagens, Ryan conhece Alex (Vera Farmiga), outra executiva que também ganha a vida viajando pelo país, e os dois logo se veem atraídos um pelo outro.

Bem, essas foram só algumas dicas de conteúdos dos quais gostamos muito, mas vocês em casa fiquem à vontade para explorar a Netflix – mas sem acordar o bebê, rs.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail