Bia game

engatinhando

Dica do Amigo Revisor: Pequenos desbravadores

revisor amigo dos pais de primeira viagemOutro dia a gente tava aqui no Pipipum contando a saga de papais e mamães para manter seus pequenos dentro dos limites territoriais da casa. Porque quando eles começam a andar o mundo parece crescer na mesma hora e eles já saem por aí desbravando os ambientes mais desafiadores. Pra refrear um pouco — só um pouco, porque a gente gosta de ver nossos filhos se desenvolvendo, né — esse ímpeto, lá vão papai e mamãe bolar maneiras mirabolantes para o bebê não sumir de vista. A gente, por exemplo, ergue pequenas barricadas para barrar o caminho dos pequenos, esperando que eles fiquem à vista, mas vejam só: eles se adaptam.

A Milena logo descobriu que podia passar por baixo de mesas e cadeiras, arrastar os móveis e até descer do sofá. (Agora, recentemente, também aprendeu a abrir as portas de correr do nosso apartamento, o que me causou o mesmo espanto de ver aqueles dinossauros em Jurassic Park manuseando as maçanetas do centro de controle da ilha Nublar, rs.) Como ficamos mais na sala, passamos a improvisar obstáculos para que ela não fosse bisbilhotar na cozinha ou meter a mão no vaso do banheiro (é um pesadelo recorrente). Mas eis que agora a guria aperfeiçoou seus métodos de fuga e já ensaia ESCALAR esses obstáculos.

Para ver o que tem em cima da mesa, além do alcance das suas mãozinhas, a Milena agora SE PENDURA na pontinha e faz uma força tremenda pra içar o corpinho. Felizmente, ainda não conseguiu, mas me parece questão de tempo até ela conseguir pelo menos dar uma olhada na papelada. E as barricadas já não a intimidam mais; apesar de ainda não ter muita noção espacial, digamos, quando se depara com alguma coisa no seu caminho ela logo levanta a perninha e tenta um impulso. É fofo, mas assustador.

Essa fase da criança passa tão rápido, e é linda, mas é preciso ter cuidado e fazer o “plantão do bebê”: pare tudo, mas tudo mesmo, e fique de olho no seu filho quando ele estiver correndo pela casa, porque ele não vai parar enquanto não explorar todos os cantos do seu — por ora — microuniverso.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Vai que é sua, papai!

pais-de-primeira-viagem-bebe-gravidez-amamentacao-bebe-engatinhandoDica do Amigo Revisor: Vai que é suuuua, papai.

revisor amigo dos pais de primeira viagemAssistir aos primeiros passinhos do bebê é um momento muito bonito na vida do papai e da mamãe. O prazer de acompanhar a evolução do filho, a resposta dele aos estímulos, seus primeiros sorrisos, sua capacidade de apanhar objetos, os primeiros sons emitidos, as palminhas, e de repente as costas eretas, a criança começa a engatinhar e pronto — está ensaiando ficar de pé.

A casa, que antes era, sobretudo, lar do casal, aos poucos se torna de fato o lar do soberano bebê (e os pais viram meio que inquilinos, aquele pessoal que ocupa um quarto na casa e tem que falar baixo pra não incomodar, rs). Tudo é pensado para o bem-estar da criança e então começam aquelas preocupações: manter objetos potencialmente perigosos fora do alcance, afastar os móveis com quina, aspirar obsessivamente o carpete, providenciar tampas para as tomadas, essas coisas. Mas nada, meus amigos, nada me pareceu até então mais assustador do que a habilidade super-heroica de os bebês, de um dia para o outro, começarem a saltar pela casa, como se pudessem voar. É sinistro.

O sofá e a cama não parecem altos o suficiente a ponto de intimidar a Milena: ela desenvolveu técnicas espantosas para alcançar o chão e poder correr pela casa. Às vezes, ela alcança o chão com mais velocidade do que o esperado (e tome galo na testa, e dá-lhe berreiro), mas, no geral, se vira muito bem escalando, saltando obstáculos, pulando, explorando. E, claro, esse sucesso todo se deve à nossa diligência; eu e a mãe dela temos de ficar de olho no ímpeto aventureiro da guria e não raro a gente também acaba dando saltos fantásticos pra aparar aquele corpinho fofo e impedir que ela se espatife (senão tome galo na testa, e dá-lhe berreiro de novo).

A dica de hoje então é: olho-vivo e atento no bebê quando ele estiver em lugares altos. E condicionamento físico em dia, pro caso de ser necessário dar um rasante pra agarrar seu guri. Vai que é suuuuua, papai!

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Mais rápida do que nunca.

pais-de-primeira-viagem-bebe-gravidez-amamentacao-esconde

Dica do papai: Olhos atentos.

pai de primeira viagemA Bia, de um dia para o outro, começou a engatinhar. Ainda não engatiiiiiiinha propriamente, mas já se arrasta, e bem rápido. Por isso, toda vez que a gente tira os olhos de cima dela, a guria já está em outro canto, explorando a casa.

E a Bia parece gostar dos lugares onde está o “perigo”: ou perto de alguma tomada, tentando entender os mistérios da eletricidade; ou indo até a entrada, onde a gente troca de calçado, pra tentar morder algum chinelo sujo; ou atacando a luminária, que ela tenta derrubar, só de farra.

Pronto! Seus dias de sossego terminaram (é, eu sei, eles já terminaram faz tempo… rs).

Por isso, a dica é meio óbvia, mas funcional: cerque seu bebê de almofadas e bichinhos de pelúcia, por exemplo, criando barreiras “fofinhas” para aqueles 5 segundos de bobeira em que você desvia o olho dos pequenos serelepes.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail