Hora de mimir… pra quem?

pais-de-primeira-viagem-bebe-gravidez-3-da-madrugaDica do Amigo Revisor: Bêbado… de sono.

revisor amigo dos pais de primeira viagemOutro dia estava aqui na frente do computador fazendo o meu serão de sempre (corrigindo os textos da Família Pipipum) e me deu um baita sono. Mas um baita sono. Eu me peguei lendo a mesma linha de texto duas, três, quatro vezes, mas não conseguia entender do que se tratava. Em algum momento me distraí e, quando percebi, havia escrito daslkgsdfasdh~lgsaf. Tomei um susto: eu havia cochilado enquanto digitava. Ou seja, deu a minha hora e eu tava lá, lutando pra permanecer desperto, mas não dava mais, pessoal. Achei melhor marcar o texto e ir dormir, pra prevenir “acidentes”.

Mas o bebê acha melhor ficar acordado. Sempre vai achar. E dormir que nada: agora que ficou de pé e consegue andar direitinho, a Milena não quer outra vida. E chega um momento do dia em que ela começa a dizer “Rua, RUA”, e a gente diz “Dormir, DORMIR”. Ela quer mais é correr por aí. Ontem mesmo estava perturbando pra dar uma volta, mas (além do tempo ruim, muito frio e chuva) era indisfarçável aquela vontade cada vez mais irresistível de fechar os olhos (e, com sorte — NOSSA sorte –, só acordar no dia seguinte). Mas ela resistia. Sempre resiste. Quando o sono aperta, ela começa a trocar os pés, se apoiar nos móveis e, vez ou outra, cair sentada. “Vamos DORMIR”, a mãe dizia, “você tá com sono, garota”, e pegava a guria no colo, mas COMO a Milena se debatia, meus amigos, parecia querer fugir da cadeira de um dentista açougueiro.

Mas o bebê tem que dormir, pro papai e a mamãe também conseguirem dormir mais tarde. Por mais que a criança insista em ficar acordada, “brigando” com o sono, é importante que durma na hora certa. Da mesma forma que não é bom dormir cedo demais, tarde demais também obriga os pais a continuarem acordados, além de alertas com os “perigos de colisão”: ontem a Milena deu uma trombada no rack da casa da vovó que fez a gente quase enfartar de susto. Ou seja, essa insistência acaba desregulando o sono de todo mundo — e, eventualmente, causando alguns hematomas…

contribua com o pipipum

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Café da manhã

Dica do papai: Acordar cedo é uma arte.

pai de primeira viagemAcordar cedo é para os fortes! Ainda mais quando você tem um bebê em casa. Mas começar bem-disposto e em plena atividade já é meio caminho andando para ter um dia produtivo, porque você já entrou cedo no ritmo e começou preparado, o que pode potencializar sua produtividade.

O período da manhã cria o ambiente perfeito para você trabalhar ou estudar em paz e em silêncio — “apesar” do bebê. Papais e mamães acabam pulando da cama junto com a criança, e aí segue o ritual: dar de mamar, trocar a fralda, dar banho, brincar um pouquinho, hora do soninho de novo e… aí é hora dos afazeres da casa, hora de pôr nos trinques as tarefas do dia a dia, de se concentrar, de fazer valer aquele tempo, de estudar, de trabalhar.

Dica: Tente dedicar as primeiras horas do seu dia para VOCÊ. Ponha em ordem as suas coisas, saiba dividir seu tempo com a criação de um filho.

Sua produtividade vai dar um salto impressionante. Concentre-se. Permita-se esse tempo… faça coisas que te dão prazer, que trazem conhecimento, e planeje-se para o resto da maratona.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Cama compartilhada

recém nascido domindo

Dica da mamãe: noites mais tranquilas.
mamãe de primeira viagemNo dia em que voltamos da maternidade, percebi que algo diferente aconteceu comigo: Meu coração acelerou e alguma coisa se transformou dentro de mim. Era o despertar do instinto materno. Qualquer barulhinho que vinha da Bia, fazia com que meus olhos se abrissem automaticamente, não importava o quão profundo estivesse o meu sono.
O que acontece é que nos primeiros dias de vida do bebê, ele e a mamãe ainda estão muito conectados e essa separação precisa ser gradual. Por isso optamos pela cama compartilhada.
Quando a Bia dormia no meu colo, ao invés de tentar colocar ela no berço, deitávamos juntas na cama, abraçadinhas e dormimos, muito bem!
Na hora de mamar, ela começava a se mexer e chupar os dedinhos, dava de mamar (e depois colocava ela na vertical por uns 10 minutos para descer todo o leite) e voltávamos a dormir.
Resultado: acordávamos felizes e descansados! Não é a toa que o “co-sleeping” ou cama compartilhada vem sendo praticado cada vez mais.

Hoje, com 3 meses a cama ficou apertada, mas sabia que agora ela dorme tranquilamente no berço? O móvel continua do lado da nossa cama, pois posso ver e ouvir seus movimentos e saber quando está na hora de mamar.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Hora de mimir III

hora_de_dormir_III_familia_pipipum_pais_de_primeira_viagem_bebe_gravidez_nascimento

Dica da mamãe: Dorme, dorme, neném.

mãe de primeira viagem

Tem dias que fazer o bebê dormir é uma missão quase impossível.

No nosso caso, fazemos um revezamento: Enquanto um tira um cochilo, o outro fica na função.

Assim evita que ambos fiquem exaustos no dia seguinte.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail